sexta-feira, 15 de julho de 2016

E o medo de.... emagrecer!

Pois é. Quem não passa a vida fazendo dietas, se preocupando com o peso, achando que sempre dá pra melhorar? (só quem nasceu com aquele maldito gene de comer tudo e não engordar nada).

Enfim, desde que decidi pela cirurgia bariátrica, meu medo é... emagrecer. Pois estou dentro do IMC perfeito para o plano de saúde aprovar minha cirurgia.

Hoje tive consulta com a minha psicóloga. Conversamos sobre muitas coisas, mas acho que 2/3 da consulta foi para falar do fascinante mundo da cirurgia bariátrica. Ontem passei umas 3 horas lendo o depoimento de pessoas em um grupo do Facebook. Pronto, já estou viciada. É muita gente falando bem, todo mundo reclamando do pós-operatório, mas ninguém dizendo que se arrependeu.

Minha psicóloga ainda não abraçou a ideia - mas na verdade acho que está com uma pontinha de ciúmes pela minha coragem, pois ela também está acima do peso. Ela questiona se vou conseguir manter este estilo de vida pro resto da vida. SIM! Pela primeira vez em muito tempo que eu não me sentia tão, mas tão, mas tão determinada por algo que vai fazer tão bem para minha vida e minha saúde. Não é só uma questão estética. Não vou mais ter que me preocupar com colesterol, triglicérides e glicemia alta. Não vou mais ter que me preocupar em desenvolver diabetes 2. Não vou mais ter que me preocupar com o efeito sanfona.

Hoje foi meu primeiro dia de "dieta" da nutricionista e confesso que estou com medo de emagrecer... então estou trocando aos poucos os alimentos, mas sem diminuir quantidade. Minha meta é me livrar dos doces até a cirurgia, até porque será mais fácil no resto da minha vida. Refrigerante, NUNCA MAIS! 

O que mais me preocupa nesse momento também é minha compulsão noturna. Tomo remédio para ansiedade e para compulsão e eles têm me ajudado muito. Mas como nesses últimos dias fiquei sem meus filhos, pois eles estão em férias na casa do pai, acabei chutando o pau da barraca à noite. Não fiquei sem meu sorvete e sem minha Nutella. Isso também preciso abandonar.

Enfim, são muitas mudanças e minha cabeça está tentando processar tudo.

E nunca imaginei que tivesse medo de emagrecer na vida. 

Preciso me segurar até o dia da cirurgia.